FCO: obras de 26 novos aviários estão previstas para janeiro, em Glória de Dourados

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, dezembro 2, 2016 as 11:07 | Voltar

Dividida em duas etapas as obras devem contar com apoio do Governo do Estado para os serviços de terraplanagem

Campo Grande (MS) – O Secretário de Produção e Agricultura Familiar do Estado, Fernando Mendes Lamas, se reunirá nos próximos dias com o Governador Reinaldo Azambuja para dar encaminhamento à solicitação feita pela Associação dos Avicultores de Glória de Dourados (Aviglória) para início das obras de construção de 26 novos aviários no município.

????????????????????????????????????
Lourival, José e o Secretário Fernando

A Associação solicitou ao Estado os serviços de terraplanagem, por mei da cedência do maquinário. Dos 26 aviários que serão construídos com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), 14 estão dentro da programação da primeira etapa, com previsão de início em janeiro do próximo ano, e os outros 12 na segunda etapa, que deve ter inicio até meados do mês de maio de 2017.

Segundo o Presidente da Associação, Lourival Aparecido Ferrari, o custo médio de cada aviário é de R$ 759,3 mil e a produção média de cada unidade é de 36 mil frangos por ano. A Frangobelo é a empresa integradora que irá absorver toda a produção resultante dos novos aviários.

Buscando a ampliação da produção de frango em Mato Grosso do Sul em 2,3 milhões de cabeças por ano, devem ser investidos mais de 159 milhões na construção de novos aviários em Dourados, Jateí, Vicentina, Rio Brilhante, Ivinhema e Glória de Dourados. Outros investimentos no setor serão realizados ainda em Sidrolândia, Itaquiraí, Aparecida do Taboado, Dois Irmãos do Buriti, Juti e Novo Horizonte do Sul.

Entre as principais indústrias integradoras que vão absorver a produção desses aviários estão a BRF Brasil (Dourados), Frango Bello (Itaquiraí), Doux Frangosul – JBS (Caarapo) e Seara Alimentos (Sidrolândia).

Atualmente Mato Grosso do Sul possui 1.200 aviários.  O rebanho estimado é de 25 milhões de cabeça de aves (corresponde a 2% do rebanho nacional) sendo a maior parte concentrada na região de Dourados. No ano passado, o setor avícola foi responsável por US$ 312 milhões nas exportações do Estado. Deste montante da balança comercial, 29% da produção foi destinada à Arabia Saudita e 20% ao Japão.

Participaram da reunião além do Secretário Fernando e o Presidente da Aviglória Lourival, os avicultores Fatima Regina Medeiros (Frangobelo) e José de Moura, o secretário adjunto da produção e agricultura familiar, Jerônimo Alves Chaves e o coordenador de pecuária, Rubens Melo e Olácio, da Cresol.

Kelly Ventorim, assessoria de comunicação da Sepaf e Iagro.

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.