Técnicos da Agraer participam de capacitação sobre bovinocultura de leite

Categoria: Anater | Publicado: terça-feira, dezembro 11, 2018 as 11:10 | Voltar

Campo Grande (MS) – Extensionistas da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) participaram do curso “Bovinocultura de Leite”, da Anater - Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. A capacitação foi promovida de 26 a 30 de novembro, na Capital.

O curso teve dois momentos sendo o primeiro que foi uma palestra da consultora da Anater, Cláudia Suassuna sobre a própria Agência Nacional, e nos demais dias foi a vez de aliar conhecimento teórico e prático no que implica a bovinocultura de leite. Essa segunda fase foi executada no Cepaer – Centro de Pesquisa e Capacitação da Agraer.

A programação incluiu diferentes assuntos que foram abordados por pesquisadores da Agraer, entre os temas estiveram: cadeia produtiva de lácteos e planejamento da unidade de produção de leite (Vitor Corrêa); Qualidade do Leite e Controle de Parasita Endo e ectoparsasitas (Ana Karla Melo); Manutenção de ordenhadeiras e resfriadores (Marcelo Borges – Casa da Ordenhadeira); Adubação da Pastagem, Recuperação de área degradada, Utilização de leguminosa e banco de proteína e Integração Lavoura – Pecuária – Floresta (Edemilson Volpe); Escolha da Forrageira para pastagem, Implantação de pastagem (Sandro Cardoso) e Conforto Térmico e bem estar animal (Camila Pellizzoni).

Conhecimento – Um protocolo de cooperação foi feito entre a Anater e Agraer para que cursos fossem promovidos em Mato Grosso do Sul.

Em todo o País, inicialmente, a meta da Anater estabelecida para este ano foi de formar 5.300 extensionistas, sendo 5.000 agentes e 300 gestores de todas as unidades da Federação. O objetivo do programa de formação continuada é qualificar os técnicos com intuito de ampliar a abrangência e melhorar a qualidade da assistência técnica prestada aos produtores rurais.

Governo Federal – Criada em 2014, a Anater funciona como um serviço social autônomo, nos moldes do Sistema “S”. À instituição cabe executar políticas públicas, no País, nas áreas de extensão rural para aumentar a produtividade, melhorar a renda no meio rural e promover o desenvolvimento sustentável no campo.

 

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.