Mato Grosso do Sul atrai público para estande com iguarias da agroindústria regional

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, fevereiro 6, 2017 as 14:04 | Voltar

Cascavel (PR) – Com peculiaridades de produtos à base de mel e o sabor inigualável da linguiça de Maracaju, o estande da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) está mostrando ao público da 28ª edição do Show Rural Coopavel, de Cascavel (PR), que a produção do Mato Grosso do Sul não se restringe a grande produção.

A equipe de Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural), da Agraer iniciou os trabalhos nesta segunda-feira e segue em funcionamento até sexta-feira (10), com horário de funcionamento das 8h às 18h. “Para os nossos produtores é a oportunidade de fazer contato com um novo público e expositores e para a Agraer é a chance de apresentar o seu trabalho”, afirmou o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini.

Visitante fiel da feira, o aposentado Adolfo Brogleiaqpo foi um dos que aprovou a degustação da linguiça e se interessou em adquirir o produto. “Já peguei o folheto do fabricante. O sabor é ótimo. A linguiça suína é uma coisa gostosa, mas que já está saturado no dia a dia, as linguiças mistas, com carne bovina e suína, tendem a ficarem dura no preparo. Essa por ser pura de gado é outra coisa”, conta ele em tom de aprovação.

Outra que se surpreendeu com o sabor da carne foi a comerciante Izabel Lapchenski. “Gostei muito e, principalmente, com o molho de mel com pimenta da outra produtora. Os dois juntos é uma coisa fora de série. E olha que eu não gosto de pimenta”, afirmou a mulher que ainda testou a iguaria com a bolachinha de água e sal. “O sabor é diferente e chama a atenção. Gostei muito”, afirmou.

Com fórmula patenteada pelo casal Nicanor e Fátima Ramos, o molho picante não é só o único produto dos dois apicultores que chamam a atenção no estande. As geleias e o hidromel, bebida alcoólica a base de mel, também são outros que caíram na graça e no paladar das pessoas.

Considerada a bebida alcoólica mais antiga do mundo, surgida antes mesmo do vinho e da cerveja, o hidromel tem despertado principalmente o interesse dos jovens, acima de 18 anos, que pela efervescência da idade adoram uma novidade.  O estudante Lucas Sorge, de São José do Rio Preto (SP), foi um dos jovens que fez questão experimentar. “Nunca tinha visto e fiquei surpreso. O sabor é muito bom, sem contar que é sempre muito bom conhecer algo novo e expandir o nosso conhecimento. É algo que vale a pena comprar para beber ou só colocar no barzinho de casa”.

Longe do paladar, mas agradável a outro dos nossos cinco sentidos, a visão, os arranjos de flores ornamentais também é um componente do estande que tem atraído gente. O senhor Noberto Cieslack, acompanhado pela esposa Rosa Teresinha, é um que saiu do local encantado. “No ano passado, visitei o estande da Agraer e vi as helicônias. A decoração de flores está a cada ano mais bonita. Entendo de flores, pois já fui florista e sou apaixonado por elas. Digno que casei com uma ‘rosa’, por causa disso”, diz em tom descontraído.   

As flores chamam tanta a atenção que muitos querem mudas, explica o coordenador da Agraer de Dourados, Flávio Ferreira. “Tem pessoas que vem aqui e querem comprar. Mas, a gente explica que são apenas decorativas”.

E se não bastasse o estande, a Agraer ainda prevê a participação de cerca de 400 agricultores familiares. Pessoas que farão viagem até Cascavel por intermédio da parceria firmada entre as prefeituras com a própria Agência órgão vinculado a Sepaf – Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar. A intenção é de instigar os pequenos produtores a aproveitarem o momento para participar de cursos e dialogar com profissionais da Emater Paraná e da própria Coopavel.

Fotos: Néia Maceno

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.