Governo do Estado firma parcerias para fomentar agricultura familiar de Dourados e região

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, abril 3, 2017 as 17:49 | Voltar

Campo Grande (MS) – Por conta do projeto de implantação da Ceasa de Dourados que demandará um grande excedente de alimentos na região Sul do Estado, o governador Reinaldo Azambuja esteve nesta segunda-feira (03), no Município, que fica a 233 km da Capital, para assinatura de dois termos de cooperação técnica na área da agricultura familiar.

Na solenidade, Reinaldo afirmou que atualmente 80% dos hortifrutigranjeiros consumidos em Mato Grosso do Sul são trazidos de São Paulo e do Paraná. “Temos que mudar essa realidade e gerar emprego e renda aqui para nossos produtores”.

As alianças envolvem a prefeitura de Dourados e o Executivo Estadual por meio da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), órgão vinculado a Semagro – Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar.

Os termos de cooperação têm por objetivo promover ações nas áreas de pesquisa, assistência técnica e extensão rural junto aos agricultores familiares da região.

Ainda, na cerimônia, o governador anunciou que o Estado vai liberar R$ 100 mil para apoiar na realização da 43ª Expoagro, em maio. Azambuja, ainda, afirmou que, em breve, o governo do Estado vai licitar a construção da Ceasa de Dourados. De acordo com o Chefe do Executivo Estadual, o processo está atrasado por causa de um problema de acesso ao local, que será na margem da BR-163. “A CCR MS/Via e o DNIT já concordaram e agora vamos licitar e dar a ordem de serviço. A Ceasa vai atender produtores de 32 municípios da região, vai permitir que a produção dos agricultores chegue aos consumidores”, declarou.

Pesquisa

“Como Dourados será a cidade sede da segunda Ceasa de Mato Grosso do Sul, estamos pensando em pesquisas e atividades que possam contribuir com as futuras demandas da população local e entorno. O que for estudado e desenvolvido aqui contribuirá direta ou indiretamente”, disse o diretor-presidente Enelvo Felini.

Dentro do parque de exposições de Dourados “João Humberto de Carvalho”, há uma área de cerca de 10 hectares, sendo que 2,5 são utilizadas para cultivo de horticultura e fruticultura (uva, goiaba e maracujá). A intenção é expandir o cultivo com o apoio da Agraer, conforme declarou o presidente do Sindicato, Lúcio Damália. “O sindicato tem espaço e um projeto em horticultura. Mas a gente quer otimizar esse espaço e daí o convênio. Aqui, pretendemos instalar unidades experimentais de banana, goiaba, caqui, uva, maracujá e pêssego. Tudo o que for aplicado aqui tem o objetivo de beneficiar a agricultura familiar e a sociedade em geral”.

As pesquisas serão coordenadas pela pesquisadora da Agraer, Cássia Vieira.  “Temos o projeto fazendinha com produção de hortaliças. O que produzimos aqui é consumido internamente, repassado a entidades da rede pública de ensino e comercializado. Há um otimismo em torno dessa parceria para potencializar Dourados”, destacou Lúcio.

Assistência e Extensão Rural

Já no caso de serviços de Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural), foi firmada uma parceria com a prefeita Délia Razuk para garantir atendimentos dos técnicos da Agraer para os agricultores douradenses.

De acordo com informações do setor de Contratos e Convênios da Agraer, os reparos de veículos, aquisição de combustível e apoio das ações Agraer fica sob a responsabilidade da prefeitura. Em contrapartida, a Agência tem de fomentar os projetos de Pronaf (Programa Nacional de Agricultura Familiar), Pnae (Programa Nacional de Alimentação Escolar), PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e, ainda, garantir visitas técnicas, entre outros serviços.

Investimentos

Reinaldo disse que em 2017 o governo vai entregar duas mil unidades de máquinas e outros equipamentos para a agricultura familiar. “Será o maior investimento já feito em toda a história de Mato Grosso do Sul na agricultura familiar. Vamos incentivar esse setor porque a agricultura familiar fornece 70% dos alimentos da cesta básica”.

Fotos: Néia Maceno

 

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.