Curso de Solos continua com o tema “Estratégias para Recuperação da Vegetação Nativa”

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, outubro 5, 2020 as 09:15 | Voltar

Módulo 1

O primeiro módulo do curso “Morfologia, Classificação e Potencial de Uso de Solos do Estado de Mato Grosso do Sul” ministrado na semana passada, dias 28/9 a 2/10, sob a responsabilidade do Prof. Dr. Jolimar Antônio Schiavo (UEMS), foi muito proveitoso. Os treinandos mostraram-se muito interessados e atentos às aulas do Prof. Jolimar.

Certamente, os técnicos participantes, com algumas horas de estudo e atividades práticas previstas, serão capazes de identificar e classificar os principais solos que ocorrem em seus municípios e, assim, poderão orientar o melhor manejo desses solos, seja em relação ao uso de máquinas, melhoria da fertilidade, práticas de conservacionistas e melhores alternativas de uso.

O primeiro módulo também possibilita melhor compreensão das matérias que serão tratadas ao longo do curso.

Módulo 2

O segundo módulo “Estratégias para Recomposição da Vegetação Nativa” será ministrado pelo Prof. Dr. Norton Hayd Rego.

Atualmente é professor do campus da UEMS de Aquidauana.

Formação Profissional

Graduação em Agronomia – FFALM-PR/1992;

Especialização em Gestão Ambiental em Sistemas Florestais – UFLA-MG/2002;

Mestrado em Produção Vegetal – UFMS/2003;

Doutorado em Produção Vegetal – UENESP/Jaboticabal/2008.

O conteúdo programático

Características ecológicas dos Biomas Cerrado e Pantanal;

Principais fitofisionomias dos Biomas Cerrado e Pantanal;

Estratégias de recomposição da vegetação nativa;

Monitoramento de áreas de recomposição da vegetação;

Estudo de casos.

“Esse módulo é de extrema relevância para implementação do conceito - Desenvolvimento em Microbacias Hidrográficas - de forma integral, ou seja, recuperando as áreas de vegetação nativa, como as Áreas de Preservação Permanentes (APP), Reservas Legais (RL) e outras áreas importantes como áreas em torno de nascentes, áreas de conexão entre fragmentos de vegetação, áreas de várzeas, etc. Temos que ver o ecossistema como um todo e não somente as áreas de produção”, destaca o Diretor-Presidente da Agraer André Nogueira.

 

Texto: Fernando Nascimento – Diretor Executivo da Agraer

Foto: Divulgação

Publicado por: Alcineia Santos Maceno da Silva

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.