Comunidades indígenas de Dourados são beneficiadas com repasse insumos

Categoria: Proacin | Publicado: terça-feira, julho 11, 2017 as 13:09 | Voltar

Campo Grande (MS) – Três aldeias (Jaguapiru, Bororó e Panambizinho) do município de Dourados foram beneficiadas com a entrega de sementes de milho e de feijão e óleo combustível do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas de Mato Grosso do Sul. Um projeto implantado na gestão do governador Reinaldo Azambuja para criar alternativas de geração de renda e fortalecimento da produção sustentável nas comunidades indígenas.

O Proacin é um programa executado Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) em parceria com a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), órgão vinculado a Semagro – Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar.

Ao todo, foram entregues 115 sacos de sementes, 100 de milho e 15 de feijão para o plantio nas aldeias, além do repasse de três mil litros de óleo diesel para abastecimento dos tratores que operam dentro das aldeias.

A prefeitura de Dourados colaborou com as atividades do Proacin através de repasse de insumo, sementes de abóbora, mudas (ramas) de mandioca e cana-de-açúcar.

O repasse aos indígenas foi marcado com o plantio de mandioca pelas autoridades presentes. “Estamos com uma bela parceria com a prefeitura que está somando muito com os trabalhos em benefício dos indígenas e o secretário Municipal de Agricultura Familiar e Economia Solidária, Landmark Rios, também está sendo um grande parceiro do Proacin. Os indígenas estão satisfeitos com os trabalhos e acredito que a Agraer vem cumprindo com o seu papel”, afirmou o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini.

Participaram da solenidade a prefeita Délia Razuk, o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, a subsecretária de Políticas Indígenas da Sedhast, Silvana Terena, o secretário Landmark Rios, os vereadores Alberto dos Santos (Bebeto), Júnior Rodrigues e Jânio Colman Miguel, a  “Nesta segunda-feira (20), o diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), Enelvo Felini, os servidores da Agraer, Loreta Pereira e Jovelino Caetano, e os caciques Gaudêncio Benitez, Vilmar Machado e Silvio de Leão.

Proacin - A missão do programa é facilitar o acesso aos insumos agrícolas a 15 mil famílias indígenas que vivem em 72 aldeias de oito etnias visto que a  população indígena do Mato Grosso do Sul é a segunda maior do País.  O Estado fica atrás apenas do Amazonas, segundo dados da Sesai – Secretaria Especial da Saúde Indígena, órgão vinculado ao Ministério da Saúde.

Apenas neste primeiro semestre de 2017 o governo do Estado já investiu R$ 553.020,00 para atender as aldeias sul-mato-grossenses.  Montante que possibilitou a compra de 1.668 sacas de sementes, sendo 578 são de feijão e 1.090 de milho e 69.200 mil litros de óleo diesel para o abastecimento dos tratores que operam nas lavouras.

Todo o recurso do programa é oriundo do FIS – Fundo do Investimento Social de Mato Grosso do Sul.

Texto: Aline Lira/ Fotos: Néia Maceno - Assessoria de Comunicação da Agraer

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.