Alimentos orgânicos é opção para quem não quer descuidar da alimentação na Páscoa

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, março 30, 2018 as 13:00 | Voltar

Campo Grande (MS) – A Páscoa está chegando para a alegria dos chocólatras de plantão e ao mesmo tempo para o desespero das pessoas que estão de dieta ou em busca de novos hábitos alimentares. Época do ano em que há um aumento no consumo de pescados, doces e chocolates nas refeições junto à família.

Foi pensando exatamente na chegada do feriado prolongado e, também, em virtude do próximo sábado, 31 de março, Dia Nacional da Saúde e Nutrição que a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) resolveu unir o útil ao agradável e preparou uma breve lista das feirinhas orgânicas de Campo Grande que ocorrerão normalmente.

Esta semana, das três feirinhas que estão inseridas nos dias de feriado, duas delas funcionarão normalmente. A única que não ocorrerá como de costume é a Feira Vegana, na Praça dos Imigrantes, realizada sempre aos sábados, das 18h às 21h.

As outras duas não sofrerão nenhuma mudança. Já no começo da manhã de sábado (31.03), no pátio da Prefeitura de Campo Grande, as pessoas que estiverem fazendo às compras de ovos de Páscoa, por exemplo, terão a primeira oportunidade para também adquirir alimentos fresquinhos, saído direto dos canteiros de sítios. A feirinha acontece das 6h às 10h, na Avenida Afonso Pena, 3.297, centro.

Ao final da tarde, no mesmo sábado, será a vez da Feira no Shopping Bosque dos Ipês, próximo da praça da alimentação, das 15h às 20h. O endereço é na Avenida Cônsul Assaf Trad, 4.796, bairro Novos Estados, região norte da Capital. Outra opção para quem estiver dando os últimos ajustes para a confraternização do domingo de Páscoa.

As feiras são espaços democráticos que fortalecem o contato direto dos agricultores-feirantes com os consumidores da zona urbana. “Comprando direto do agricultor você sabe a procedência do alimento, contribui com o fortalecimento da agricultura familiar e ainda garante um consumo sustentável e mais saudável para sua família”, destaca o diretor-presidente da Agraer, André Nogueira.

Ao todo, seis feirinhas de orgânicos foram implantadas pela Capital a fim de incentivar o consumo de alimentos (verduras e legumes) mais saudáveis nas refeições. Os orgânicos são alimentos cultivados sem o uso de defensivos agrícolas, o que contribui com a preservação do meio ambiente e a saúde dos consumidores.

Somente na Capital, estima-se que há 62 produtores trabalhando com alimentos orgânicos. Grande parte dos agricultores que atuam nas feirinhas conta com algum tipo de serviço de Ater – Assistência Técnica e Extensão Rural, da Agraer, instituição do governo do Estado.  Atendimentos que são realizados pela equipe de agroecologia da Agência.

Texto: Aline Lira/ Fotos: Néia Maceno - Assessoria de Comunicação da Agraer

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.