Agricultores familiares de Corumbá e região debatem demandas do setor na Feapan 2016

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, outubro 28, 2016 as 17:38 | Voltar

Corumbá (MS) – Os agricultores familiares ganharam voz dentro da Feapan (Feira Agropecuária do Pantanal), um dos mais importantes eventos do setor de agronegócios de Corumbá. Isso porque a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) promoveu uma importante reunião, nesta sexta-feira (28), entre assentados e produtores tradicionais da Cidade Branca e região com o diretor-presidente da Instituição, Enelvo Felini.

Como um dos principais porta-vozes da agricultura familiar do governo de Mato Grosso do Sul, Enelvo Felini, conversou, debateu e ouviu as demandas da população rural a fim de mapear a situação e apresentar ao secretário da Sepaf, Fernando Lamas, e o chefe do Executivo Estadual Reinaldo Azambuja. “É um momento de aproximação do poder público com o homem e a mulher do campo. A Agraer já é atuante dentro de Corumbá. Contudo, essa conversa se faz necessária para que os agricultores se sintam assistidos e nós, enquanto, membros da pasta, possamos avaliar as questões em in loco”, pontuou.

De apoio do Incra para liberação agilizada da DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) até o pedido de maquinários (patrulhas mecanizadas e ordenhadeiras) e insumos (sementes e calcário) para produção e correção do solo. Muitos foram os assuntos que fizeram parte da pauta do encontro.

A reunião contou com a participação dos principais comunidades agrícolas e cooperativas de Corumbá, tais como: assentamento São Gabriel, Tamarineiro I, II Norte, Tamarineiro II Sul e Taquaral. Todos da Cidade Branca. Além dos pequenos produtores rurais da cidade vizinha, Ladário, que vivem no assentamento 72 e os que fazem parte da Cooperativa São Francisco.

“Tudo o que foi apontado aqui será levado ao conhecimento do governador Reinaldo Azambuja. Também vamos buscar a prefeitura de Corumbá e de Ladário para que mais parcerias possam ser firmadas em benefício da agricultura familiar. A intenção é que os trabalhos de Ater (Assistência Técnica e Assistência Social) possam junto às políticas públicas fazer com que toda a produção local possa ser comercializada aqui mesmo. Essa é a primeira forma de evitar a importação de alimentos e fortalecer a renda das famílias agrícolas”, afirmou o diretor-presidente da Agraer.

Ao final, os produtores rurais convidaram a Agraer para encabeçar um importante projeto que visa aquecer a produção de leite. Já o dirigente Enelvo Felini pediu aos agricultores que tenham como hábito o planejamento da produção. “A produção em sequência faz com que os produtos nunca faltem nas prateleiras dos mercados e quintas ou mesmo nas tradicionais feiras. Ter uma produção estável ganha à confiança da clientela e traz dinheiro da porteira para dentro”.

Esteve presente na reunião a coordenadora regional da Agraer de Anastácio, Vera Lúcia Golze, o coordenador da Agência de Corumbá, Vânia Sabatel e o coordenador local da Agraer de Ladário, Leandro Henrique Jung.

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.