Agricultores familiares aprendem a fazer inseticidas naturais para horta, pomar e jardim

Categoria: Terenos | Publicado: quarta-feira, dezembro 13, 2017 as 14:24 | Voltar

Campo Grande (MS) – Em Terenos, a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) promoveu o curso “Demonstração de Método de Caldas Bordalesa e Inseticidas Naturais para Horta, Pomar e Jardim”, que contou com a participação de 16 agricultores familiares dos assentamentos Paraíso e Patagônia.

A capacitação promovida nas dependências do assentamento Patagônia foi idealizada pela técnica agropecuária Solange Fernandes.  “Em minhas visitas aos sítios da região observei a dificuldade encontrada pelos produtores para combater as doenças e pragas. Foi aí que surgiu a ideia de habilitar os agricultores familiares com práticas na utilização de meios eficazes no combate das pragas e doenças nas hortas, pomares e jardins”.

A técnica repassada ao grupo consistiu basicamente na utilização de receitas naturais e economicamente viáveis, ou seja, nada do que foi ensinado aos agricultores familiares é de difícil acesso. Toda a matéria-prima pode ser encontrada dentro da pequena propriedade.

Outro ponto de importante abordado no curso foi os tipos de doenças e pragas mais corriqueiras nas áreas de cultivo. Dentre as pragas foram citados, os pulgões preto do citrus, as cochonilhas com e sem escamas, os ácaros, a mosca branca, a cigarrinha, a lesma, os caracóis, os tatuzinhos, percevejos, formiga cortadeira e a doceira, lagartas, cupins subterrâneas e de madeira seca, lacraia ou tesourinha, besouro, brocas, entre outros insetos.

“Também aproveitamos para comentar sobre os inimigos naturais de certos tipos de insetos, por exemplo, os pulgões têm as joaninhas e as vespas como predadores”, disse a técnica agropecuária que também falou sobre as principais doenças como a fumagina (doença causada por fungos) e a antracnose (doença resultante da infecção das plantas), “Explicamos sobre quais são as receitas naturais para cada tipo de problema, doenças e pragas, ensinando os ingredientes e o modo de preparo e de uso”.

Os agricultores familiares receberam um livreto como material de apoio durante a aula. “É um informativo com várias receitas de inseticidas naturais, repelentes e caldas. Tudo para que eles possam consultar em um momento de dúvida, preparo ou uso”, disse Solange Fernandes.

Para facilitar a didática do curso à técnica agropecuária optou por dividir a turma no momento da aula prática. “Pedi aos participantes que formassem duplas e escolhessem uma receita que gostariam de fazer, sendo que após o preparo cada dupla apresentou para ao grupo o produto pronto. A cada par coube à responsabilidade de explicar como foi feito o produto e quais foram os materiais utilizados”, contou.

Ao final, cada agricultor familiar pode levar o produto que fez para o seu sítio com o propósito de testar a eficiência do mesmo. “Foi um curso de grande importância tanto que destacamos aos agricultores presentes que a Agraer está à disposição de todos. Basta que eles procurarem o nosso escritório do município de Terenos”.

Texto: Aline Lira/ Fotos: Agraer - Assessoria de Comunicação da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.