Ações de esporte, da cultura, lazer e cuidados com a saúde marcam início do Programa Amigos do Parque

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, outubro 24, 2016 as 07:14 | Voltar

Campo Grande (MS) – Atividades esportivas, de lazer, de cuidado com a saúde, apresentações culturais, música e muita animação marcaram, neste sábado, a primeira manhã do programa Amigos do Parque. Pela primeira vez, um percurso de 4,1km, no Parque dos Poderes, foi fechado para a prática de atividades físicas e de recreação.

Desde às 7h, corredores e ciclistas percorriam o trecho entre a avenida do Poeta (entrada Afonso Pena) e Desembargador Nunes da Cunhya (entrada Mato Grosso), com tranquilidade e segurança. Resultado do atendimento a uma reivindicação antiga. “As pessoas que frequentam o parque, grupos de corrida e famílias sempre pediram essa ação do governo. Fizemos um estudo para que a população pudesse ocupar a área com segurança e não atrapalhar o acesso aos condomínios e às chacaras. Conseguimos e hoje estamos dando inicio ao programa”, explicou o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, que chegou ao evento de bicicleta.

amigos4

“A lei foi para adequar um espaço que a população já tinha escolhido para a prática esportiva e de lazer. Agora o usuário pode trazer sua família, pode contemplar a natureza, de forma segura e por um longo período de tempo já que a interdição é até às 19h”, completou o deputado estadual Beto Pereira, autor do projeto que culminou na Lei nº 4682/2015, criadora do Amigos do Parque.

amigos3

A iniciativa foi recebida com alegria pelos frequentadores. “Estamos lutando há mais de cinco anos para fechar aos sábados e ficou melhor ainda porque ainda têm domingo e feriados. Foi uma conquista tanto para a gente quanto para o pessoal da bike e outros que vêm caminhar”, disse o instrutor de corrida, Aislam Miranda, da Runners.“Pra nós que todos os sábados estamos aqui é ótimo. Temos mais segurança e uma via só para nós. É muito bom. Ainda estimula a comunidade a vir e a participar mais”, concordou a corredora Jaqueline Silva. “É muito bacana porque a gente já frequenta o parque todos os sábados. Incentiva outras pessoas a frequentarem, os pais a trazerem as crianças, ficarem em contato com a natureza e praticarem o esporte, que é o mais importante porque traz bem estar e faz bem para saúde. Aos poucos, os campo-grandenses vão aderir cada vez mais e o lugar vai ficar cheio”, opinou a corredora Chiara Duarte.

PARCEIROS

Além das atividades espontâneas, de iniciativa da comunidade como corridas, caminhadas e passeios de bicicleta, para marcar o lançamento do Programa, a Fundesporte, em parceria com universidades e federações preparou uma programação especial. Acadêmicos da Universidade Católica Dom Bosco levaram o projeto do Laboratório de Avaliação Física. “A gente avalia como estão o corpo e a saúde física dos nossos clientes; a gente sabe a massa magra, a gordura, o IMC para dar uma referência e incentivar a prática de exercícios físicos. Participar do evento foi muito legal, foi produtivo. É uma iniciativa muito boa”, disse Ingrid Clavico, acadêmica do 4º semestre de Educação Física

Alunos da Unigran Capital, em parceria com a Federação Sul-Mato-Grossense de Badminton (FESBd)  divulgaram a modalidade. A Federação ainda levou integrantes de um projeto social para jogarem e incentivarem outras pessoas a participar. “A iniciativa é digna de parabéns. É importante que tenhamos mais dessas porque a comunidade campo-grandense precisa dessas ações, que incentivem a prática do esporte. A nossa federação é nova. Estar aqui é uma oportunidade para que as pessoas conheçam nosso esporte, aprendam a gostar e daqui possamos levar o badminton para outros locais”, contou o presidente da FESBd, Marcos Aguillera.

O projeto social Raquetes em Ação também gostou do Amigos do Parque e participou do lançamento. Os garotos divulgaram o tênis e mostraram que não é preciso muito para praticar o esporte. “É muito bom o programa porque a pessoa pratica uma atividade física, o que garante qualidade de vida, saúde e menos gasto com remédio. Ainda é uma oportunidade para divulgar os esportes, como o tênis. A modalidade é tida como elitizada, mas pode ir para vários lugares com o uso materiais adaptados”, disse Eliezer Leite que coordena o Raquetes em Ação, há mais de dois anos. “Nós trabalhamos com crianças em área de risco social e já estamos colhendo frutos. O esporte tira a criança da rua, passa valores como dignidade e competitividade. É muito importante”, completou.

Wellington França é aluno do projeto. Ele participou da ação deste sábado para jogar e estimular outras pessoas a praticarem o tênis, mas também aproveitou para conhecer outra modalidades. “É muito bom porque a gente pode divulgar os esportes e aprender. Eu aprendi a jogar um pouco de badminton, gostei. O esporte é vida. Faz muito bem pro coração e pra saúde”, disse.

Os pequenos não foram esquecidos. A Fundesporte preparou uma área especial com brinquedos infláveis. Os pais puderam praticar atividade física e os filhos brincar. Caso de Marcos e Juliana. O tobogã foi o preferido da menina que se divertiu bastante e ainda fez amigos “Eu gosto muito desse grandão aqui que sobe e escorrega. É muito legal”, disse animada. Um estímulo a mais para a família participar. “A gente curte o espaço, né? Eu, minha esposa, minha família aproveitamos porque nós somos do parque. É uma movimentação a mais. Eu espero que continue”, desejou Marcos.

APRESENTAÇÕES

A programação ainda teve muita música e dança. A abertura foi com o grupo Kariyushi Taiko da Associação Okinawa que fez uma apresentação de taiko, uma dança para representar e divulgar a cultura japonesa, de Okinawa. “Gostamos muito de participar porque achamos o programa muito bom. Incentiva o esporte, a saúde física, a pessoa a se manter saudável e oferece um lugar para passear e se divertir”, falou o participante Vinícius Nakazato. O colega Wiliam Arruda concorda. “Foi muito bom o evento, aproveitar o calor para praticar exercício físico. O pessoal gostou bastante. É legal porque incentiva o público a sair do sedentarismo, não ficar só em redes sociais”.

Depois, foi a vez da professora Thayane Martins animar a galera com uma aula de zumba. Com ritmos brasileiros, ela comandou coreografias de hits do momento. Thayane faz parte do Esquadrão Z, um projeto que reúne professores de zumba de todo Estado com o objetivo de difundir a modalidade, aumentando o número de praticantes.

Um pocket-show de Regina Bombom fechou a programação. A cantora interpretou sucessos do sertanejo, funk e axé e pôs todo mundo para dançar. Com mais de 10 anos de carreira, Bombom, como cantora solo, tem investido no estilo sertanejo. Profissional da Educação Física, a artista apoiou o Amigos do Parque. “É uma iniciativa muito importante. Precisamos de mais espaços para a prática de esportes, atividades de lazer e culturais. E num cenário desses é melhor ainda. Tenho certeza de que só começamos um projeto que irá crescer muito. Fico muito feliz de estar no lançamento”, disse Regina.

Programa permanente, a ideia do Amigos do Paque é, além de disponibilizar o espaço para a população, fazer ações esporádicas, como a deste sábado, firmar mais parcerias e aprimorar a estrutura. A ciclovia, prevista na lei de criação, está sendo projetada e, em breve será realidade. A intenção é recapear a via para melhorar a qualidade da pista.

Entre os parceiros que planejam ações no parque está o Centro de Orientação e Desporto de Aventura de Campo Grande (Codac). “Estamos trabalhando para mapear a área aqui e em breve fazer corridas de orientação. A ação é formidável. A cidade precisava mesmo, a sociedade precisava desse espaço. Bom para vários esportes, não só orientação. É bom para ciclismo, corrida, skate, atletismo… ”, disse o presidente do Codac, Arilson Lima Silva.

Centenas de pessoas passaram pelo Parque dos Poderes, na primeira manhã do Amigos do Parque. “Foi uma ação muito legal. Uma oportunidade de explorar o lazer ativo, para tirar a população do sedentarismo e valorizar a prática do exercício saudável. Tenho certeza de que vai ser um sucesso todos os sábados, domingos e feriados”, avaliou o diretor-presidente da Fundesporte.

O programa é uma política de Estado, fruto da lei nº 4682/2015, regulamentada pelo poder público. O objetivo é incentivar a prática de atividades fisicoesportivas, de recreação e o turismo em contato com a natureza. A execução é responsabilidade do Governo do Estado que busca promover uma melhor qualidade de vida à população por meio de atividades físicas, esportivas, de lazer e de recreação.

O Amigos do Parque é realizado pela Fundesporte em conjunto com Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, Detran/MS, Batalhão de Polícia Militar de Trânsito, Prefeitura do Parque e entidades governamentais e não-governamentais.

Aline Morais

Fotos: Chico Ribeiro

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.